Carol Andrade

Formada em Canto Popular pela Universidade Livre de Música Tom Jobim, sob a orientação da professora Magali Mussi, certificada pelo método Somatic Voice Work e discípula da doutora em canto e performance Joana Mariz, Carol Andrade alia o estudo e o ensino do canto com a carreira artística há mais de 20 anos.

Lançou seu primeiro disco, “Vida Adentro”, em parceria com o violonista e arranjador Alex Maia, em 2005, por meio do apoio de fãs que os acompanhavam durante os anos em que o duo se apresentou na noite paulistana e festivais da canção pelo Brasil.

O disco de estréia, quase que totalmente autoral (com exceção da releitura da canção  “Cigano” de Djavan), teve seu lançamento no projeto Prata da Casa do SESC Pompéia e apresentou ao público a valiosa simbiose de um violonista/arranjador muito criativo e sensível com uma cantora/compositora que interpreta com profundidade suas próprias canções e que tem como pontos fortes o timbre, o poder da palavra, a simpatia e a delicadeza no gesto de cantar.

Em 2013, lança seu primeiro disco solo, “Outras mulheres”, projeto contemplado pelo PROAC do Estado de São Paulo. Nesse trabalho mostra seu lado intérprete, ao homenagear grandes compositoras brasileiras tais como Chiquinha Gonzaga, Joyce, Fátima Guedes, Rita Lee, dentre outras, além de lançar mais quatro de suas composições.

O lançamento desse álbum ocorreu no Museu da Casa Brasileira lotado e no Auditório Simon Bolívar do Memorial da América Latina para mais de 500 pessoas.

A turnê desse disco ocorreu por várias cidades de São Paulo se expandindo para uma turnê européia em Londres, Amsterdã e Bruxelas.

Em 2016, lança o disco "Sorria", um trabalho totalmente autoral, arranjado e produzido por Alex Maia. O álbum recebeu em seu encarte a sublime resenha da cantora Rosa Passos e foi muito bem recebido pela crítica.

Em comemoração aos 20 anos de parceria, na vida e na arte com Alex Maia, após um financiamento coletivo que contou com o apoio de mais de 230 fãs, em 2018 lança o "Canção pra Dois". Um projeto voz e violão com canções da música brasileira que falam sobre vida a dois. Os shows de lançamento aconteceram pelo estado de São Paulo e em mais duas bem sucedidas turnês européias pela Holanda, Bélgica, Luxemburgo e Alemanha.

Durante a pandemia, Carol e Alex fizeram vários shows online, retomando o repertório dos discos lançados e estrelando dois novos concertos: “Debaixo do barro do chão” - uma viagem pelos ritmos brasileiros -  e a “A terra de Caetano” - o olhar humanista de Caetano Veloso.

Com o desejo permanente de compartilhar seus conhecimentos sobre a arte do canto, Carol Andrade lançou em 2020 o projeto Bem Cantar, uma série de vídeos em seu canal do Youtube oferecendo informações e incentivos para cantoras/cantores amadores e profissionais que têm como foco a saúde, expressividade e o bem-estar na prática do canto.